Japan House

OTALINK #34

Olá! Como vão? E o feriadão?

O meu até que foi bom.
Sexta fui na Japan House, que está com uma exposição sobre o bambum como arte e criação de objetos no dia a dia do Japão antigo, era possível ver um pequeno trecho de “O Conto da Princesa Kaguya”, animação da Ghibli que tem tudo a ver com o tema, mas depois eu posto mais sobre a visita.

  • E uns dias atrás, nesse mesmo local, Takayuki Aoki, um animador do Studio Ghibli realizou uma palestra, infelizmente não pude ir, porém trago esse link da JBox sobre o encontro.

Eu assisti “O Serviço de Entregas da Kiki”, nunca tinha visto e soube que a Nissin fez uma propaganda alguns anos mais velha:

No dia seguinte, 16 de junho, fui até o Esquenta Anime Friends, que aconteceu gratuitamente lá na Vila Butantã, um espaço bem legal cheio de food trucks, lojinhas e restaurantes, inclusive o Lamen the Bowl, onde eu comi um Lamen igual ao do Naruto. No fim o local foi mais prazeroso que o evento.

  • Sobre rolês, mas esse é de botar inveja, o autor do Finisgeekis está em Lua de Mel em terras nipônicas! Eu tenho evitado ler sobre relatos de turistas nesse país, pois estou planejando minha própria viagem e quero ser surpreendido quando chegar lá. Contudo, gostei dos textos desse blog e pretendo acompanha-los, talvez por serem um casal fãs da cultura e da história do local, abordam experiencias diferentes que eu ainda não tinha lido, sem detalhismo.

Domingo foi o dia da Parada do Orgulho LGBT, nessa eu não fui, mas eu toquei nesse tópico pois no Japão o assunto de sexualidade não é tão aberto assim e é isso trata a série de ficção “Tokyo Neighbor”:

Por ultimo, estou retomando Yu Yu Hakusho para continuar o post sobre a sagas desse emocionante anime que tem uma das melhores musicas de inicio e encerramento e  um dos responsáveis por essas trilhas foi o Produtor Musical Hans Zeh:

 

Percebeu? Bicho, aqui tá conectado! >.<

Anúncios