Games

OTALINK #37

Olá!
O que vocês estão assistindo? Eu acabei de ver a primeira temporada de O nevoeiro na Netflix, é bem fraquinho. No mesmo site assisti alguns capítulos de  Atypical, que é até divertido. Já de animes comecei a ver My Hero Academia, terminei em dois dias, to afim de começar a segunda temporada, mas vou segurar pra poder escrever uma resenha sobre a primeira parte.

  • Se existe uma cidade onde os fliperamas ainda vivem, essa cidade é Tóquio. Lá existe uma casa de jogos focada em Realidade Virtual e entre os diversos games tem Mario Kart!

Eu costumo colocar links mais atuais por aqui, mas esses já estavam a um tempinho separados, tinha me esquecido deles, tem mais, porém por hoje é só.

Redes sociais:
Página no Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
Tumblr
Flickr

Anúncios

AnimEVO Waifu Series 2017 – 14 a 16 de julho

AnimEvo, jogos de luta, anime games. fighting gamesO AnimEvo tá rolando paralelo ao Evo2k17, o maior campeonato de jogos de luta do mundo, entre os dias 14 e 16 de julho com jogos muito weeaboo pro evento principal.

Jogos como o novo game de Gundam Verus, Puyo Puyo, Hokuto no Ken, Vampire Savior, Catherine e mais!
images (9)

E a Bandai também está fazendo disputas do Dragon Ball FighterZ no twitch.tv/bandainamcous

Já o AnimEvo pode ser visto no link:
https://smash.gg/tournament/animevo-2017/events

Anime games na E3 2017

A cidade de Los Angeles, EUA, do dia 10 a 15 de junho sediou a E3 de 2017. E nesse que é o maior evento gamer, vários jogos foram anunciados, trailers exibidos e hardwares lançados.

Mas, vamos focar no que interessa aqui pro blog: Jogos de animes! (ou alguma coisa parecida…)

(mais…)

Otalink #28

Olá! Como vocês estão?

Eu estou bem, apesar de ter levado um susto por ter perdido minha carteira quando estava indo para a Brasil Game Show, mas existem pessoas boas nesse mundo,uma alma caridosa devolveu minhas coisas. Ainda há esperança!
O evento foi bem maneiro apesar das fila enormes para jogar os lançamentos, mas isso já era de se esperar, como eu tava com preguiça de esperar só joguei fliperama, pinball e o indie game de Holy Avenger, leia a minha prévia desse jogo aqui.

Agora os links:

  • Eu reservo o tópico desse post pra mim mesmo! Comprei o Visual Novel Steins;Gate que saiu esse mês na Steam e resolvi fazer uma live, confira abaixo:

Então o que você acharam do “game”? E do vídeo? Essa foi a primeira vez que eu publico uma live, mas criticas são muito bem-vindas.

  • Outro vídeo, mas agora o trailer da animação de Koe no Katachi (A Silent Voice), uma história que me emocionou bastante, o mangá é 10! Estou muito ansioso pelo longa.

É tá em japonês…mas só pra você ter uma ideia, a trama aborda bullying, deficiência auditiva, identidade de gênero, romance e amizade. Extra: A pequena sobrinha do protagonista é mestiça japonesa/brasileira.

  • Para finalizar, o Otaku USA fez uma entrevista com Dai Sato e Shinichiro Watanabe (em inglês), caras que já trabalharam em  Cowboy Bebop e Space Dandy, na conversa, entre diversas coisas, eles falam sobre as mudanças na produção e distribuição que ocorreram nesses anos e como as músicas da banda Sigur Rós fizeram surgir o anime Terror In Resonance.
  • E já que toquei nesse assunto de animes antigos, esse link do PT Anime ( PT de Portugal e não daquele partido politico) traz diversas imagens que exemplificam a evolução dos traços nos desenhos do Japão.

Eu até tenho mais links para colocar, porém vou guardar pro próximo otalink. Até lá!

 

Holy Avenger, Messier Games

Prévia: Holy Avenger – Jogo

Holy Avenger, um dos maiores sucessos dos quadrinhos nacional está sendo adaptado para os games pela Messier Games.

Com roteiro de Marcelo Cassaro, traços mangá desenhados por Erica Sawano, usando como fundo o mundo do sistema de RPG Tormenta. Lançada em 1998, Holy Avenger foi publicada em 42 edições, recebeu 2 troféus HQMIX e um sexto lugar no Prêmio Internacional de Mangás, conquistou uma boa quantidade de fás que estão ansiosos pelo desenvolvimento do jogo.

O enredo acompanha Lisandra, Sandro, Tork e Niele, que parte em uma aventura cheia de mistérios em buscam dos Rubis da Virtude para acordar um Paladino.

O game foi levado a Brasil Games Show, que ocorreu entre os dias 1 e 5 de setembro, para tem uma ideia da recepção, escutar sugestões e críticas.

O jogo é um beat’em up/ Hack’n’Slach, briga de rua, com movimentação em 2D, em um cenário e personagens tridimensionais. A parte artística e gráfica estão boas, já a movimentação e a jogabilidade estão um pouco travadas, tornando o jogo que já parece um pouco de desafio, ainda mais complicado. Alguns problemas, como inimigos de difícil acesso, não ser possível acertar os inimigos no canto direito ou esquerdo da tela também não ajudaram.

A mecânica de troca de personagem é muito boa, são 4 tipos, que devem ser alternados diante da situação, contudo eu praticamente só usei o lagarto Tork, que apesar de lento, com o seu martelo ele era o único que conseguia derrotar os inimigos de escudo com facilidade. Outro herói, Sandro, foi bastante útil, usando suas boleadeiras em uma grande área, assim conseguindo dar cabo de vários inimigos simples.

Um dos funcionários da empresa disse que a adaptação ainda em estado Alfa, foi trazida meio que as presas e que vários elementos ainda não foram implementados, como por exemplo a barra de vida dos vilões, as setas de quando você pode avançar, especiais e multiplayer, essa é a parte básica, mas a desenvolvedora tem planos de colocar combos com ligações entre os personagens e elementos de RPG, onde você poderá distribuir pontos de atributos.

Mesmo precisando de certos reparos, Holy Avenger está bem descente, se as barras de vida e as setas estivessem rodando, eu diria que estava quase pronto, mas estou esperando ansiosamente essa pegada RPG que é pretendida. Estou acreditando tanto nessa adaptação, que minha vontade de comprar as edições compiladas dos quadrinhos aumentou também.

O jogo foi colocado no GreenLight do Steam no dia 1 de setembro e na mesma semana ele foi aprovado. Agora é só aguardar o lançamento!

E o que você achou? Curtiu? Tem sugestão? Não deixe de comentar e no site da Messier.
E diz ai que outra obra brasileira você gostaria de jogar?